0 Flares Filament.io 0 Flares ×

É tempo de celebrar com consciência! No dia 21 de Março comemora-se o Dia Mundial da Infância, data criada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Essa fase da vida tão repleta de beleza, inocência e descobertas também é um convite para a reflexão.

A ideia do Dia Mundial da Infância é promover um pensamento consciente sobre as condições de vida dos pequenos ao redor mundo. Para que assim, todos possam ter acesso ao que necessitam para um desenvolvimento pleno e seus direitos básicos atendidos: alimentação, moradia, educação e muito mais!

Além disso, é tempo de reforçar a importância do brincar. O mundo lúdico é essencial para a construção da imaginação e criatividade, características tão marcantes entre as crianças.

O valor da primeira infância

Investir nos primeiros anos de vida das crianças é crucial para a formação dos indivíduos, o que acontece entre os 0 e 6 anos de idade fará diferença para toda a vida!

É nesse período que o cérebro está em desenvolvimento intenso e mais propenso a aprender, seja lá o que for estimulado. As crianças são como esponjas e absorvem todo tipo de informação que são expostas, ainda que não entendam completamente o que está acontecendo.

Por exemplo: se uma criança vive uma infância cercada de situações violentas ou de extrema pobreza, a tendência é que ela enxergue o mundo sob essa ótica.

Outro ponto primordial da primeira infância está nas brincadeiras. Por mais simples que pareçam, elas estimulam a cognição, aprendizado, interação social e podem ser aliadas no ensinamento sobre regras de convivência.

Inclusive, um documento da Unicef afirma: “Ao brincar, a criança utiliza todos os seus sentidos – audição, visão, paladar, tato, olfato e movimento – para coletar informações sobre seu mundo. Mais tarde, a linguagem será outro meio de coletar informações. Organiza e reorganiza essas informações, transformando-as nas primeiras imagens de si própria, outras pessoas e seu mundo”.

Então, como o Dia Mundial da Infância deve ser comemorado?

Permita que as crianças sejam crianças. Que brinquem, interajam e perguntem, de forma que sintam liberdade, segurança e acolhimento no ambiente em que vivem. Essas são atitudes que parecem normais, certo? Mas não indicam a realidade da maioria.

Segundo dados da própria Unicef, a cada 10 crianças, 6 vivem em situações precárias. Por isso, a melhor forma de comemorar o Dia Mundial da Infância é não ignorar a existência dessa realidade e, de alguma forma, lutar para uma mudança efetiva.

Os direitos das crianças no Brasil

O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), de 1990, é o principal marco legal e regulatório dos direitos das crianças e adolescentes. Nele, está previsto a proteção integral deles independentemente da idade, gênero, raça, etnia ou cor, religião, deficiência, condição social e econômica.

No Artigo 4º do ECA, é destacado que os direitos à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária devem ser prioridade, sem descriminação.

Já em 2016 foi criado o Marco Legal da Primeira Infância (Lei Federal Nº 13.257/2016), que contempla as crianças de zero a seis anos, como explicamos anteriormente. Essa lei foi adicionada ao ECA e estimulou algumas diretrizes:

  • Ampliação da licença-paternidade para 20 dias;
  • Direito ao brincar na infância;
  • Conjunto de direitos às gestantes;
  • Atendimento domiciliar em condições de vulnerabilidade;
  • Prioridade para formação de profissionais envolvidos com a Primeira Infância;
  • Direitos e responsabilidades iguais entre mães, pais e responsáveis.

O Instituto Beija-Flor apoia o Dia Mundial da Infância

O Instituto Beija-Flor é um projeto social que atende diariamente e de forma gratuita crianças e adolescentes em vulnerabilidade e risco social.

Apoiado em práticas pedagógicas eficazes, o IBF tem como missão fazer o bem, prestando um serviço de qualidade através do apoio, incentivo à educação e promoção do acesso à cultura, para que ainda na infância sejam formados cidadãos conscientes que colaborem para um mundo melhor.

Você também pode fazer parte disso! Entre em contato e veja como apoiar nossos projetos.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×
Menu